segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Like a Dream - Montserrat Caballé



Hoje vamos recordar mais uma passagem do concerto que a soprano Montserrat Caballé deu no Teatro Real de Madrid em 1998 e o vídeo que se segue contém a sua interpretação de Like a Dream, música composta pelo grego Vangelis e que foi lançada em 1997. Espero que gostem.



Trata-se de mais uma excelente interpretação desta grande senhora da ópera que conseguiu transportar o seu estilo vocal único para um estilo de música menos pesada. Aos 65 anos ela mantinha uma potência vocal incrível e os seus pianíssimos deliciam a alma de qualquer ouvinte.
Note-se que no final da canção a Montserrat Caballé arrastou
literalmente o maestro para perto dela para receberem a enorme ovação de palmas. Este seu acto tocou-me, porque eu odeio vedetas presunçosas e egocêntricas; esta grande senhora tem demonstrado ao longo da sua vida ser a antítese dessa forma de estar nas artes.

sábado, 27 de setembro de 2008

Roberto Carlos & Alcione - Solamente Una Vez



Hoje vamos assistir a um dueto de Alcione e do Roberto Carlos na interpretação do clássico espanhol Solamente Una Vez. Esta apresentação ao vivo pertence ao programa especial do Roberto Carlos, gravado em 1/12/2007. Espero que gostem.



Mais uma vez verificou-se a amizade e talento dos dois grandes vocalistas. O vibrato das duas vozes nem sempre esteve perfeitamente controlado, mas o resultado global foi vibrante e isso verificou-se pela reacção do público. São duas das melhores vozes do Brasil e está tudo dito.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Pennies From Heaven - Frank Sinatra


Hoje convido-vos a assistir à interpretação de Pennies From Heaven por Frank Sinatra num concerto que ele deu ao vivo em 1971 no Royal Festival Hall. Espero que gostem.



Com o Sinatra tudo parecia fácil, ele fraseava e improvisava sobre uma melodia como ninguém (um sinal óbvio da sua genialidade como músico). Um excelente momento de jazz.

domingo, 21 de setembro de 2008

Nessun Dorma - Concerto di Capodanno 2005/La Fenice



O vídeo que vos apresento hoje é uma interpretação da ária Nessun Dorma do 3º Acto da ópera Turandot de Giacomo Puccini pelo tenor Giuseppe Gipali, em que foi acompanhado pelo coro e Orquestra do Teatro La Fenice, ambos dirigidos pelo maestro Georges Prêtre. Esta apresentação ao vivo foi parte integrante do Concerto de Ano Novo que ocorreu no Teatro La Fenice (Veneza) em 1/1/2005, . Espero que gostem.



Eu descobri este vídeo há poucos dias e foi para mim positivo pela descoberta de uma voz promissora no mundo da ópera e pelo "toque" especial que o grande maestro Georges Prêtre deu a esta ária; o trabalhou feito por ele com os tempos das partes orquestrais e com as vozes (o final é literalmente majestoso, que corresponde ao final da ópera Turandot) resultou na produção de um momento único em música.
Tal foi o sucesso da prestação de Georges Prêtre neste concerto de ano novo em Veneza e, dado que o Concerto de Viena dirigido por ele no início deste ano resultou num sucesso estrondoso e o respectivo DVD já ultrapassou há vários meses o patamar de dupla platina, aquele que eu considero ser o maior maestro vivo vai voltar a dirigir o Concerto de Ano Novo no Teatro La Fenice este ano (fonte).

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Dancing In The Street - Mick Jagger & David Bowie


Hoje a imagem diz tudo; trata-se de recordar o grande dueto de Mick Jagger e David Bowie na interpretação do mega sucesso Dancing in The Street, de 1985 (o vídeo é o videoclip da música; não encontrei uma apresentação ao vivo de jeito na internet). Espero que gostem.



Esta música é um ícone dos anos 80. A junção destes dois grandes artistas, mestres da voz e da arte da provocação levaram a que as versões desta música originárias da década de 60 fossem absolutamente apagadas da memória colectiva.
Um dos sinais que para mim é reflexo da excelência destes dois como profissionais foi o "casamento" perfeito das vozes, que não podiam ser mais diferentes.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Dao Dai - Jay Chou


Continuando a conhecer as prestações ao vivo de Jay Chou, hoje convido-vos a assistir a uma balada denominada Dao Dai, interpretada ao vivo num concerto que o artista fez na cidade de Taipé. Espero que gostem.



Nesta canção evidencia-se de uma forma muito mais acentuada a excelente voz que este artista tem. Eu confesso ser muito chato no que toca a gostar deste tipo de músicas, porque na maioria das vezes as interpretações de baladas têm um cunho lamechas que me irrita.
Jay Chou, pelo que tenho visto, capta a minha atenção do princípio ao fim das suas interpretações; trata-se de um mestre no uso da voz, um músico de 5 estrelas e espero que ele ainda venha um dia a ter muito sucesso no mundo ocidental.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Huo Yuan Jia - Jay Chou


Hoje quero abrir as portas a um compositor,vocalista, produtor e actor de Taiwan, Jay Chou que descobri por mero acaso quando ele foi anunciado há poucos dias na CNN, porque ia ser o convidado do programa Talk Asia.
O vídeo quer vamos ver de seguida contém uma interpretação da canção Huo Yuan Jia, do filme Fearless de 2006, numa apresentação ao vivo de um dos concertos da sua digressão mundial de 2007. Espero que gostem.



Trata-se de um vocalista com uma excelente voz e com um poder interpretativo brilhante. A inclusão dos falsetes, típicos da ópera chinesa, numa música de base rap permitiu uma mistura deveras interessante. Aliás, foi a primeira vez que eu gostei de uma música rap. Os efeitos visuais na parte final da canção são fantásticos

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Marechiare - Three Tenors / 2001


Hoje vamos mergulhar no universo das canções napolitanas com um vídeo da canção Marechiare de Francesco Paolo Tosti, interpretada pelos três tenores, Luciano Pavarotti, Plácido Domingo e Jose Carreras, num concerto ao vivo em Pequim, na Cidade Proibida, no dia 23 de Junho de 2001 (fonte). Espero que gostem.



Trata-se de uma canção napolitana que gosto especialmente e é notável a voz que o Pavarotti mantinha então aos 65 anos. Espantou-me nesta apresentação ao vivo a potência de todas as vozes e a dicção perfeita (e a clareza da voz) do Jose Carreras. Um momento memorável.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Laxenburger-- Polka - Neujahrskonzert 2008


Hoje volto às obras compostas pela família Strauss para vermos mais uma passagem do Concerto de Ano Novo da Wiener Philharmoniker, dirigida pelo grande maestro Georges Prêtre e que ocorreu em 1/1/2008 no Musikverein, . O vídeo apresentado é a interpretação de Laxenburger-Polka de Josef Strauss. Espero que gostem.




Uma grande polka de Josef Strauss. Relativamente às interpretações de Georges Prêtre não há nada que eu já não tenha dito. É notável o som que este grande senhor retira de uma orquestra ainda por cima com o nível da Filarmónica de Viena. Destaca-se a meu ver como o maior maestro dos tempos actuais, o seu estilo é apenas comparável ao mestre Karajan (atenção que isto é uma opinião pessoal, nada mais do que isso).

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Kokomo - Beach Boys



Hoje aparecem aqui pelo blog os reis da musica surf da década de 60, The Beach Boys, para interpretar Kokomo, um tema da banda sonora do filme Cocktail de 1988. Espero que gostem.




No meu entender esta música vale pelo refrão, que foi muito bem conseguido em termos de melodia. O videoclip é atractivo, bom para celebrar o Verão cheio de mulheres bonitas e muita alegria.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Unter Donner Und Blitz - Neujahrskonzert 1987 / Karajan


Hoje convido-vos a regressar comigo ao Concerto de Ano Novo de 1987 da Wiener Philharmoniker, que ocorreu como é tradição no Musikverein de Viena e nesse ano foi sob a batuta de Herbert von Karajan. No vídeo que se segue vamos assistir a uma grande interpretação de Relâmpagos e Trovões, Unter Donner Und Blitz, Polka Schnell, op. 324, de Johann Strauss filho. Espero que gostem.



Eu sou fã incondicional das interpretações de Karajan das peças da família Strauss. O efeito do vento pelos violoncelos está impecavelmente conseguido. Eu tenho o DVD deste concerto e verifico que com a idade o maestro ficou muito mais jovial e bem disposto, apesar dos problemas de saúde que já tinha.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Como La Avellaneda - Compay Segundo


Hoje quero convidar-vos para, dentro do universo da música cubana, assistirmos à interpretação da canção Como La Avellaneda por Compay Segundo, numa apresentação ao vivo que é parte de um concerto ao vivo que ele deu em 1998 (não é 1999 como é referido no vídeo) no Olympia de Paris. Espero que gostem.




Eu queria realçar a categoria dos bailarinos trajados à boa moda cubana e com um enorme sentido de ritmo. Compay Segundo, como mestre que foi, brindou-nos aos 91 anos com uma prestação de excelência (achei muito engraçado vê-lo todo empolgado com a miúda da terra dele a dançar à frente dele).